DW - A Muralha de Ferro

Incidente nas colheitas de Demanor

Arco 1; Sessão 3

Após um descanso de três dias, os heróis acordam no Forte da Montanha, que tomaram do domínio de soldados meio-anões e do general anão Rhogar Gwimli. Na verdade, Xoxana e Pablito não estavam entre eles. O ranger deixou-lhes um bilhete avisando que os encontraria durante a viagem, enquanto que a guerreira apenas sumiu, sem deixar rastros. O grupo reuniu seus pertences e decidiu rumar à Vila de Moinhos, para que, lá, pudessem compreender melhor o perigo dos anões na região e descobrir por que os cidadãos submetiam-se à tirania de Rhogar.

Deixando o forte para trás, o grupo embrenhou-se pelas plantações de Demanor, cortando caminho por entre as propriedades agrícolas da região. Na noite do segundo dia, seu acampamento em meio às colheitas foi surpreendido por um meio-anão munido de uma tocha e um machado. O grupo acordou e decidiu tentar evitar o confronto iminente.

Acabaram, porém, dispersando-se. Nosferkain tomou um rumo distinto do de Tassarian e de Siegfried, sendo perseguido por um meio-anão e dois camponeses. O bárbaro e o paladino travaram uma luta contra alguns meio-anões e um par de cães, vencendo-lhes com certa facilidade e uma brutalidade enorme por parte do bárbaro. Voltando ao mago para auxiliá-lo, Siegfried impediu que a espada de Tassarian aniquilasse os dois camponeses, que fugiram.

O grupo ouviu o som de sinos de alarme vindos da casa, e com o raiar do dia perceberam que as tochas que os meio-anões carregavam e deixaram cair agora iniciavam um incêndio nas plantações. O grupo aproximou-se do casarão e travaram uma batalha contra outros combatentes meio-anões, enquanto os agricultores corriam tentando apagar o fogo.

Quando o último meio-anão caiu, os camponeses corriam para fora das plantações, que agora ardiam em chamas. O mago tentou reunir suas últimas forças para conjurar nuvens de chuva no local, mas a fumaça e os gases tóxicos desacordaram-no e a Tassarian, sendo que ambos foram salvos pelo paladino, e saíram dali.

As chamas tomaram a propriedade, e os camponeses, fugindo do fogo e dos três heróis (que para eles tornaram-se vilões), buscaram ajuda e refúgio nas casas próximas. O fogo ardeu por horas, acabando com vários hectares de colheitas. Deixando este cenário de desolação para trás, o trio seguiu sua viagem, agora com mais dúvidas do que respostas em suas cabeças, uma vez que os anões pareciam ser tratados como heróis, e não como tiranos, pela população local.

Parando para descansar no Rio das Rochas, que vinha do norte e passava pela Vila de Moinhos, os três planejam seus próximos passos. Seria arriscado entrar de qualquer modo no vilarejo: seus rostos já eram conhecidos, e sua fama, nada positiva, ao que parecia. A noite se passa, enquanto que os dois companheiros permanecem desaparecidos.

Comments

JWillian

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.